algumas frases inconvenientes que, vira e mexe, escutamos por aí. Pode não parecer uma escolha comum, para alguns, uma mulher decidir não ter filhos, mas alguns comentários são realmente inacreditáveis:

1 – Quando vocês vão ter filhos?

A cobrança da sociedade NUNCA acaba!! Primeiro, quando está solteira é: quando terá um namorado? Se já namora: quando ficará noiva? Se já é noiva: quando casará? Se já é casada: quando terá filhos? Se já tem filho: quando terá o segundo filho? Enfim, não tem muito pra onde correr. Eu, particularmente, acho que esse tipo de pergunta é falta de assunto. Afinal de contas, o momento em que o casal escolhe se terá filhos ou não, e quando será, só diz respeito aos dois. A melhor resposta a este tipo de pergunta é “quem sabe um dia”.

2 – Ah, você vai acabar mudando de ideia no futuro.

Bem, tenho mais de 30 anos, uma vida financeira estável e um relacionamento duradouro, se ainda penso assim, é porque sei da escolha que fiz. Entretanto, somente uma certeza na vida: todos nós iremos morrer. O resto…

3 – quando se tem filhos é que se descobre o amor verdadeiro.

Eu amo minha mãe, meu pai, meus irmãos, meus amigos e o meu marido. Creio que sei sim o que é amor, se não experimentarei o amor, de uma mãe com seu filho, é uma perda, dentro das escolhas da vida que fiz. Todas as escolhas que você fizer, vai acabar perdendo de algum lado. Paciência!

4Mas pensou: quem irá cuidar de você na velhice?

Asilos estão cheios de idosos que têm filhos, as vezes até, vários filhos. E, pra nós, ter filho somente para ter alguém que cuide de você na velhice, isso não é meio egoísta?

5Você está sendo egoísta.

De forma alguma, aliás, acho egoísta quem tem filho sem a menor condição psicológica ou financeira para isso, só porque resolveu que quer viver a maternidade. Se formos tachar as pessoas de egoísta por algo que elas não queiram fazer, então posso dizer que você é egoísta por não estar fazendo algum trabalho voluntário? Ou servindo comida aos pobres?

6Ter filhos foi a melhor decisão que eu tomei.

Ótimo pra você. Seres humanos são diferentes, enquanto eu gosto de amarelo, você gosta de verde, enquanto eu gosto de pipoca, você gosta de sorvete. A humanidade é assim, por isso é tão maravilhoso conviver com os outros, justamente, porque somos diferentes.

7Você vai se arrepender depois, quando estiver mais velha.

Arrependimentos todos nós teremos. Talvez de não ter ficado mais perto dos pais, talvez de não ter trabalhado menos e viajado mais, talvez de não ter estudado pra ter uma vida mais confortável, talvez de não ter preservado as amizades como gostaria. Enfim, arrependimento pode acontecer por diversas formas, faz parte da vida,  é encarar as escolhas feitas.

8Você se torna mulher de verdade, com verdadeiras responsabilidades, quando você é mãe.

Esse é um pensamento pequeno e machista, acima de tudo. Nunca diriam que um homem, só se torna homem de verdade, quando se é pai. Então porque é diferente com a mulher? Quer dizer que uma grande empresária, uma líder de empresa multinacional, uma juíza ou até uma presidente de um país, não sabe o que é responsabilidade de verdade até que seja mãe? E porque tem tantas mães por aí, tão irresponsáveis?

9Então você não gosta de crianças.

Essa é a frase que mais escuto. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Não é porque eu optei por não ter uma criança pra mim, que eu não goste de criança nenhuma. Adoro meus sobrinhos, meus sobrinhos emprestados, acho crianças incríveis, fofas, deliciosas, engraçadas, me encanto com as coisas que dizem. Entretanto, não é por isso que estou com vontade de exercer a maternidade.

10Seu marido sabe que você não quer ter filhos?

Alou?! Que mundo você vive?! Claro que meu marido sabe das minhas escolhas, desde sempre, aliás, foi uma preocupação minha falar para ele desde que começamos a nos conhecer. Relacionamentos sobrevivem às claras, não tem jeito, tem que haver diálogo, senão não vinga de jeito nenhum.

  • Gostou do post? Compartilhe!
  • Identificou algum amigo? Marque!
  • Tem alguma dúvida? Comente!

 

 

Sou apaixonada por viagens, chopp, vinhos, restaurantes charmoso e tudo que seja muita curtição. Procuro sempre não julgar ninguém e respeitar as escolhas de cada um, afinal, pra mim, o que importa na vida é ser feliz.