Casais sem filhos???

 

Falar sobre um casal sem filhos é sempre polêmico e problemático. Muitas pessoas não conseguem ver o fato de não ter filhos como uma opção do casal. Nós acreditamos que a decisão de engravidar é muito importante e deve ser discutida, decidida e programada. E que, alguns casais podem muito bem optar por não ter filhos, afinal de contas, o que importa é a felicidade, seja qual for a forma que você irá encontrar. Pode ser tendo um casamento e várias filhos, como numa linda propaganda de margarina, tendo apenas um filho de forma independente, “juntado” ou se unindo com uma pessoa do mesmo sexo, adotando ou gerando um filho. Enfim, o que vale é o amor e a felicidade!!! Pra nós, todo tipo de amor é válido e todas as escolhas devem ser respeitadas.

Eu sou casada, e muito bem casada, tenho 31 anos, e até hoje, não tive nenhuma vontade de ter filhos. Nunca fui uma pessoa muito adepta à maternidade, desde criança não gostava muito de brincar desempenhando esse papel, minha mãe sempre diz: “comprar boneca pra você era jogar dinheiro fora porque você nunca deu a menor bola…” Não digo que essa é uma decisão rígida e definitiva na minha vida, afinal de contas, como diz Raul Seixas “prefiro ser essa metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo”. Então, nunca se sabe. Mas como arrumei um maridão que pensa exatamente como eu, as escolhas ainda estão se encaminhando para o lado de curtir, viajar e desfrutar a vida sem filhos.

Assim como nós, o número de casais que optam por não ter filhos, ou que resolvem tê-los mais tarde, curtindo mais a vida a dois, já é bem significativo. No exterior, já foi inclusive criada uma sigla chamada DINK – double income, no kids e DINKY – double income, no kids yet (como, mais ou menos, “dupla renda, sem criança” e “dupla renda, sem crianças ainda” em português). O conceito remete a casais independentes, focados na carreira e que não pensam em ter filhos, de forma definitiva ou não). Com isso, acumulam duas fontes de renda que permite gastar mais dinheiro em atividades como viagens, restaurantes charmosos, vinhos de qualidade, barzinhos da moda, ou seja, desfrutar de alguns pequenos luxos.

Mesmo os que optam por “juntar as escovas de dentes” não têm pressa para engravidar e viver a maternidade. Um estudo do Ministério da Saúde diz que 45% das mulheres, que estudam mais de 12 anos, têm filhos após os 30 anos de idade. Você, que tenha mais de 30 anos, já sofreu algum tipo de pressão da sociedade? Eu já sofri de diversas formas, seja por não estar com um companheiro ou, posteriormente,  por não ter filhos. Quem já ouviu comentários do tipo: “o seu relógio biológico já está apitando, as mulheres não têm muito tempo”. Bem, isso, pra mim, é balela… A tecnologia evolui diariamente para que a maternidade aconteça cada vez mais tarde, ou seja, quando o casal se sentir preparado a desempenhar o papel. E, ainda, quem diz que maternidade só pode ser exercida com gravidez? A adoção é uma forma maravilhosa de ser mãe no momento que quiser.

Bem, resumindo a discussão, toda forma de amor é válida. Seja exercendo a maternidade (como vejo nas minhas amigas, de forma primorosa, diga-se de passagem), seja solteira, explorando tudo o que o mundo tem a oferecer ou apenas com um companheiro, curtindo a vida a dois. Não temos nada a reclamar da vida que levamos, aliás, me considero uma pessoa extremamente sortuda e feliz. Acredito que a felicidade está dentro de cada um e na forma de encarar a vida. Problemas todos teremos, a forma de lidar com eles é que diferencia uma pessoa feliz de uma deprimida. Não é dinheiro, carreira, casamento ou filhos que fará alguém feliz, e sim estar em harmonia com a vida, vendo sempre o lado bom de tudo que acontece.

Então, como estamos aqui só de passagem, vamos curtir!!! No blog teremos muitas dicas nesse sentido, desde destinos internacionais, como nacionais, hotéis charmosos, restaurantes, baladinhas, finanças, decoração e muito mais.Quem tem filhos, mas que queira um final de semana de descanso, romântico, sem crianças, ou a dica de um restaurante para ir a dois e com amigos, também é muito bem vindo! Espero que goste das dicas que encontrará por aqui!!!

  •  Gostou do texto? Compartilhe!
  • Concorda ou não concorda? Comente!
  • Identificou alguém? Marque!

Sou apaixonada por viagens, chopp, vinhos, restaurantes charmoso e tudo que seja muita curtição. Procuro sempre não julgar ninguém e respeitar as escolhas de cada um, afinal, pra mim, o que importa na vida é ser feliz.