Jamie Oliver é um famoso chef de cozinha e celebridade do Reino Unido. É conhecido pelo uso de alimentos naturais e orgânicos e por seu trabalho recente em mudar hábitos alimentares nas escolas britânicas. Possui 6 tipos de restaurantes diferentes, sendo que o Jamie’s Italian, desde a sua inauguração em 2008, possui mais de 30 franquias por todo o mundo.

Jamies-Italian-Sydney11O Jamie’s Italian inspira-se na paixão de Jamie pela maneira que os italianos vivem. No seu site tem a seguinte descrição, feita pelo chef: “Desde adolescente eu me encantei completamente pelo amor, paixão e entusiasmo pela comida, família e vida que todos os italianos têm, sejam ricos ou pobres e independentes de onde venham. E é isso que me encanta – comida boa para todos, não importa o quê… Mas o que eu mais amo sobre os italianos é que, de alguma maneira, embora tenham alguns dos melhores estilistas de moda e carros do mundo, eles conseguiram conservar um sentimento único de tradição e espírito de aldeia.”

Blacksheep_Jamies_Angel_01-740x492O restaurante não é requintado e pomposo, pelo contrário, é moderno e despretensioso. Preza pelo bom atendimento e deixa a pessoa bem à vontade no ambiente. Fomos ao Jamie’s Italian que fica em Islington (falo aqui sobre o bairro). A experiência foi excelente. É um restaurante amplo, com uma parte gostosa para happy hour, música um pouco mais alta e muito astral. Há uma franquia em São Paulo, mas ainda não a  visitamos. Na que fomos, não havia fila e nem necessidade de reserva.jamies-italian-olivers-restaurant-bar-angel-london-1

Ficamos super na dúvida em relação aos pedidos. O restaurante, apesar de ser italiano, não serve só massa e nem se parece muito com os italianos daqui do Brasil,  nem da Itália. Ele mistura a gastronomia italiana com a inglesa. Como “antipasti” pedimos o “artisan bread basket”, que é uma espécie de couver, com pães artesanais deliciosos, uma mistura de azeite com balsâmico e um patê de azeitonas. Eu gostei dos pães e do patê, já o Murilo gostou bastante do molho. De entrada, tem, ainda, “bruschettas” e “pastas”, mas achamos que seria muita comida, então resolvemos pedir só os pãezinhos.

IMG_1532De “main course” eu pedi um “turkey milanese” que era um peru a milanesa com presunto parma, queijo parmesão, um ovo frito (com a gema mole) e, o melhor de tudo: trufas. Achei fantástico! O aroma das trufas é indescritível. As trufas são muito caras no Brasil, então sempre que viajamos comemos e compramos um pouco pra trazer. A gema mole deu um toque ainda mais especial. Pedi também, de acompanhamento, “polenta chips”, que não consegui comer nem a metade, pois realmente o prato já é bem servido. As polentas estavam muito gostosas.

Dica: no link acima, há todo os menus, já com os preços.

IMG_1533O Murilo pediu o “tagliatelle al ragu” que não estava no cardápio, mas escrito em um quadro negro como sugestão do dia. Ele disse que seu pedido deixou a desejar. Já comemos muitas massas deliciosas pelo mundo afora e, também, no Brasil. Ele ficou um pouco decepcionado com o prato. A massa pode ser pedida de entrada e de prato principal. São de tamanhos diferentes e os dois são muito bem servidos.

IMG_1534Para beber pedimos uma cerveja italiana “Birra Moretti”, que já conhecíamos, e é uma delícia. É fácil de achar ela no Brasil: tem em qualquer empório de cervejas importadas ou em restaurantes com um carta mais vasta de cervejas. Apesar do descontentamento do Murilo, gostamos da experiência e iríamos novamente. O preço é alto para o padrão brasileiro, pagamos cerca de 80 libras no total. Há de levar em consideração que, pagando em libra esterlina, nós brasileiros perdemos muito no câmbio, e tudo fica mais caro.

Dica: diferente dos Estados Unidos, não é usual dar gorjetas na Inglaterra, comumente, você só dá gorjeta se achou que o atendimento foi realmente especial.

  • Gostou do post? Compartilhe!
  • Identificou alguém? Marque!
  • Alguma dúvida? Comente!
  • Conte a sua experiência!

Sou apaixonada por viagens, chopp, vinhos, restaurantes charmoso e tudo que seja muita curtição. Procuro sempre não julgar ninguém e respeitar as escolhas de cada um, afinal, pra mim, o que importa na vida é ser feliz.